Voltar

Silvino Santos era português de nascimento e amazonense de coração. Esse pioneiro do cinema brasileiro chegou em Belém no último ano do século XIX e pouco depois fixou residencia em Manaus onde viveu até o último de seus dias. Sobe como poucos retratar a cultura e as peculiaridades do norte do Brasil.
Após trabalhar como fotografo e pintor, iniciou a carreira que iria consagra-lo nacionalmente, a de cineasta. 
Seus primeiros filmes não chegaram a ser exibidos ao público, mas em 1922, "No Paiz das Amazonas" (com –z como rezava a grafia da época), foi visto pelos participantes do evento comemorativo do Centenário de Independência do Brasil aconteceria no Rio de Janeiro. 
O filme havia sido produzido a mando do empresário J.G Araújo e com o sucesso de exibição no evento foi traduzido para o inglês e o francês e exibido e vários cinemas do mundo.
Dois anos depois, Silvino Santos registrou a expedição do americano Hamilton Rice, que saiu de Manaus e pretendia alcanças as nascentes do rio Branco em Roraima. A expedição trouxe um dos primeiros avião para a região, um hidroplano. 
O registro histórico de pradarias, do garimpo de diamante e dos indígenas se transformou em outro grande filme de Silvino: No Rastro do Eldorado.
Este trabalho pretende contar a história desse grande pioneiro do cinema brasileiro.

Novas páginas em breve

Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9
primeira anterior próxima ultima
Página: 1 2 3 4 5 6 7 8 9
primeira anterior próxima ultima

Voltar